segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Sapucaia

Ai que vontade de partir
Sair desse lugar, desse tempo
Fugir daqui, procurar o que me faz sorrir
Sentir que vivo, e não apenas existo,
Que em uma cidadezinha longe daqui existe um motivo
E esse motivo de tão forte só pode ser o amor
- Bom dia amor, está na pracinha?
O encontro está marcado!
Todos os dias no mesmo horário
Uma forma de encurralar a saudade e deixá-la presa
Mas se o encontro for curto acontece o contrário.
A saudade, essa sapeca, escapa
Remete meus pensamentos à Sapucaia
E ela faz maldade, seus efeitos então...
Dentro de mim causa uma tempestade
Uma vontade louca de estar ali, bem juntinho
O cheiro do Egeo que passa pela rua não se compara
De forma alguma à mistura de aromas que ela tem
Aquele cheiro único me envolve tanto
Sei que preciso ser forte pra não sucumbir à saudade
E me acabar em pranto
- Já te disse hoje o quanto você me faz bem?
Que cabeça a minha, estou perdido em meus pensamentos
Em minhas vontades, saudade, tormentos.
- Muito, muito, muito mesmo!
Creio que o mundo mudou meu bem, para o bem
Agora está mais colorido, mais musical
Sinto saudade dos seus cabelos
Nos incomodando entre beijos e abraços
Ah... aquele abraço...

Nenhum comentário:

Postar um comentário