domingo, 3 de agosto de 2014

Mini Saia

Certo dia assistindo uma palestra sobre o novo Código de Processo Civil, foi feito uma analogia da palestra com a mini-saia, de fato a palestra deve ser como essa vestimenta feminina, grande o suficiente para cobrir o assunto, e curta o suficiente pra despertar o interesse.
Brilhante! Realmente assim deve ser, mas deixando de lado a palestra eu pensei em outras coisas que também devem se assemelhar à roupa feminina, são vários aspectos na nossa vida, é aquela fila do banco, são aqueles acréscimos dado pelo árbitro no final da partida que seu time precisa segurar o resultado, é aquela caminhada pra manter a forma (curta o suficiente pra despertar o interesse). Enfim, essa analogia com a mini-saia pode ser empregada em vários assuntos no nosso dia a dia, isso porque estamos em um mundo em que não se tem a paciência de antigamente, hoje se clicamos em algo no computador ou em algum site e demora cinco segundos para abrir ficamos furiosos, se demora dez segundos quase temos um ataque, quando enviamos uma mensagem no watsapp e ela é visualizada é como se iniciasse um tic-tac de uma bomba relógio indicando que a pessoa tem seus dez segundos para responder, dá pra imaginar o Silvio Santos falando no watsapp “a dica é sua sobrevivência com quarenta caracteres, você tem dez segundos, tempo...”  ou então o Faustão “se vira nos trinta!”  (que na verdade são dez segundos ou menos) e essa impaciência nos remete ao fato da mini-saia ter que ser curta pra despertar o interesse, as únicas hipótese onde eu não imagino o emprego dessa comparação é na hora dos atributos físicos, tanto o homem quanto a mulher procuram abundância no próximo pra despertar o interesse e a outra na hora de receber o salário, imagina só um salário daqueles ateu (que a gente prefere nem acreditar), você chega para receber e nota que ele é grande o suficiente pra cobrir as contas e curto demais pra qualquer outra coisa, não sei vocês mas meu salário é estilo pirigueteuma mini-saia que não tampa nem o assunto.


Pedro Bragança

Nenhum comentário:

Postar um comentário